6º Festival Contemporâneo COMPOSITORES

"a música em seu tempo"

Felipe Adami

Felipe AdamiFelipe Kirst Adami é professor efetivo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), onde leciona as disciplinas de Instrumentação e Orquestração, Piano e Improvisação. É bacharel em piano e composição e mestre em composição pela UFRGS onde atualmente realiza o doutorado em composição, sob orientação do Prof. Dr. Celso Chaves.

Participou de diversos cursos, festivais e programas de aperfeiçoamento no Brasil, nos quais teve a oportunidade de ter aulas com diversos músicos de renome, entre eles: em piano com Ann Schein (EUA), Sontraud Speidel (Alemanha), Ney Fialkow (RS), Sonia Goulart (RJ), Patrik O’Byrne (Alemanha), Frank Weinstock (EUA) e Ian Hobson (EUA); em cravo e baixo contínuo com Marcelo Fagerlande (RJ), Marcos Roller (SC) e Edmundo Hora (SP); e em composição com Roger Reynolds (EUA) e Jack Fortner (EUA).

Suas obras têm sido executadas por renomados intérpretes brasileiros e foram registradas em CDs como “Sonetos de Amor e Morte” (2002) da flautista doce Luciane Cuervo, do qual também participou como intérprete ao piano e ao cravo, em “I” (2005) do violonista Paulo Inda e “Octoeólio” (2006) do Octeto Flautas Doces Octoeólio. A partitura da obra “Variações sobre Daphne de Van Eyck”, gravada neste CD foi lançada em 2009 pela editora Tre Fontane, da Alemanha.

Possui intensa participação em eventos ligados à música contemporânea, incluindo o VII Encompor – Encontro de compositores latino-americanos – onde seu Concerto para Piano e Orquestra foi a obra de encerramento, com André Loss ao piano, e a orquestra da Unisinos, regida por Antônio Carlos Borges Cunha. Lecionou na Universidade de Passo Fundo/RS entre 2001-2007 e vem ministrando workshops e palestras em festivais de música no Brasil.

Desde 1998 atua no Duo Cuervo/Adami com a flautista doce Luciane Cuervo, dedicado à música antiga e contemporânea, que tem estreado obras de diversos compositores brasileiros, e o qual estreou a versão orquestral de seu “Concerto Grosso”, junto à Orquestra da ULBRA, no Festival Contemporâneo RS.

Em 2008 foi premiado no “Programa de Bolsas de Estímulo à Criação Artística” da FUNARTE, na categoria composição/música erudita, incluindo uma bolsa para compor a obra “Sinfonia Sistêmica”, para grande orquestra, a qual será estreada no Concerto de Abertura da Bienal de Música Contemporânea do Rio de Janeiro.

Anúncios

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: